Intransigência por uma vida espetacular

Intransigência por uma vida espetacular

Acredito que há aqui um “músculo” que estamos a precisar de fortalecer como coletivo.

Algures no tempo tornámo-nos benevolentes com a vida que vivemos. Algures começámos a aceitar ter vidas menos que espetaculares e isso passou a ser o normal. Algures começámos a aceitar que “a vida é assim” e nós temos de nos adaptar a ela.

Sinto, sinceramente, que estamos a precisar de fortalecer o músculo da “Intransigência por uma vida espetacular”.

A tua versão de uma vida espetacular. O que quer que “espetacular” signifique para ti.

Não consigo mesmo perceber como é que tantos de nós, alguns dos quais com tantas capacidades e recursos, nos tornamos negligentes e compassivos com a maneira como passamos as décadas que temos para viver nesta vida. Eu própria às vezes vejo-me a acomodar-me ao que é possível, ao que consigo ver logo à frente dos olhos e não paro para pensar em: “Como é que poderia ser, caso tivesse poder de escolha?” … NEWS FLASH … eu tenho poder de escolha!!!!

Como é que seria, se não passasse 2h por dia no trânsito? Como é que seria, se não tivesse de contar os tostões ao final do mês. Como é que seria, se não admitisse ser maltratada pelas pessoas que mais me deveriam amar? Como é que seria se não tivesse de trabalhar num sítio que detesto? Como é que seria, se eu fosse a minha prioridade? Podia continuar …

Não estou aqui a falar de felicidade. Não estou a dizer que se tiveres uma vida espetacular vais ser mais feliz. Sinceramente já não acredito no conceito.

Mas independentemente de acreditar que não é por ter uma vida espetacular que vou ser mais feliz, não trocava essa vida por nada. Não voltava a trás por nada. Porque adoro a minha vida. Não a adoro porque ela me fez passar a ser feliz. Nada disso. Longe disso 😂 Mas adoro porque é coerente com o que eu acredito que devo estar a viver. Adoro porque é coerente com o meu conceito de “espetacular”.

Cada um de nós tem uma coisa dessas. Uma ideia de como a sua vida poderia ser, caso nos permitíssemos a essa ousadia. Pois, hoje nos peço, a ti e a mim, “bora” trabalhar o músculo da intransigência por uma vida espetacular?

Eu acho que estou mesmo a precisar disto … de voltar a focar-me em criar a minha versão de uma vida espetacular.

Como diz a personagem da escritora Virginia Woolf, interpretada magnificamente pela Nicole Kidman, no filme “As Horas” … “It is possible to die”

Pois, hoje permito-me acrescentar:
It is possible to live.

Tem um lindo dia 10 do 10 😉
Jo 💙