No próximo Outono vais desejar ter começado já neste

No próximo Outono vais desejar ter começado já neste

Por esta altura já nem te lembras das férias. O tom de pele dourado começa a desaparecer. As memórias dos momentos bem passados com os cabelos cheios de sal, começam a desvanecer. Os miúdos já têm os livros todos e estão integrados no novo ano lectivo. Até já foste votar nas legislativas ou pelo menos estiveste a par do burburinho. O mundo começa e entrar novamente na sua rotina habitual. Naquele ram-ram que tu já conheces de cor.

E com esse ram-ram regressa a pergunta: “Será que vai ser assim mais um ano?”

Mais um ano nos mesmos lugares, com as mesmas pessoas, com os mesmos problemas, mas sempre aquela expectativa de que talvez este ano as coisas mudem. Talvez este ano eu passe a gostar de estar aqui. Talvez este ano eu passe a gostar do que estou a fazer, da maneira como estou a fazer. Talvez este ano o meu chefe mude, a minha colega mude, a filosofia da empresa mude.

Mais um ano em que te convences de que está tudo bem, ou pelo menos devia estar, apesar das tuas emoções e do teu mal-estar constante te dizerem o contrário.

E neste momento, em pleno outono, tens duas hipóteses:
1) Podes convencer-te de que as coisas vão mudar por si e que miraculosamente este ano vais ficar super satisfeito, apesar de todos os factos mostrarem o oposto, apenas para te arrastares até o próximo verão, altura em que recuperas algumas energias e te voltas a convencer de que esta é a maneira certa de viver, ou
2) Podes começar a criar um plano bem estruturado para dares passos concretos e reais a um ritmo realista para a pessoa que és e poderes, aos poucos, começar dedicar a tua vida a fazer algo que tu gostas, nos teus termos e mantendo a tua estabilidade financeira. Aos poucos, passo a passo.

Se esta segunda hipótese é a melhor opção para ti as coisas não vão mudar do dia para a noite … quer dizer, pode acontecer … mas o mais provável é que simplesmente comeces a avançar de forma sustentável no sentido de viveres uma vida mais coerente, mais livre e mais realizada.

Como eu costumo dizer aos meus clientes nas nossas sessões, este trabalho é para fazer de forma sistemática, rítmica e consistente. Pinga a pinga, passo a passo, pés bem assentes na terra e olhos focados no teu objetivo.

Acredita que há um plano para ti. Especificamente para ti, de acordo com as tuas características, de acordo com a tua realidade. Há uma estratégia que podes seguir. E eu sei que daqui a um ano, no próximo outono, quando as folhas começarem a cair e as noites começarem a ficar mais longas que vais desejar ter começado esse caminho hoje.

Que tal começarmos hoje a criar a realidade que queremos para nós?

Jo 💙