Não me interessa o teu sucesso

Não me interessa o teu sucesso

Ontem na aula de integração do meu curso de coaching arquetípico falámos de como, por vezes, quando começamos a estudar psicologia, desenvolvimento pessoal e coisas do género, adotamos uma postura de superioridade em relação às pessoas da nossa vida que não estão nem aí para estes temas.

Como estes conteúdos nos ajudam, achamos que todas as pessoas deviam ouvir falar sobre eles, compreendê-los e adotá-los, como nós fizemos.

Depois perdemos a paciência para essas pessoas. Achamos as conversas superficiais. Deixamos de ter vontade de ouvir os seus desabafos e de estar lá só para lhes dar colo.

E o pior é o que acontece quando começamos a trabalhar nesta área e a ter sucesso. Foi o que me aconteceu a mim. Achava absurdo as minhas amigas não verem o quão espetacular a Joana Areias era. Achava uma afronta elas não ouvirem tudo o que eu lhes dizia com toda a atenção. “Como é que elas não percebem que eu sei do que estou a falar?”.

O que vim a perceber com o tempo é que essas pessoas estão a borrifar-se para o meu sucesso. Essas pessoas não querem nem saber o que eu aprendi. Elas só querem saber de mim. Da amiga que conheceram há 20 anos e que não sabia nada disto e não tinha este sucesso todo. O meu sucesso diz-lhes muito pouco. Elas não dão muita importância a esta Joana Areias. Elas gostam é da Jo.

Demorei a perceber o quão importante isto era. Demorei a perceber como, com o desinteresse que tinham pelo meu sucesso, estavam na verdade a amar-me a mim, independentemente das minhas conquistas, dos meus resultados. Estavam a lembrar-me, com a sua indiferença, de que eu sou humana e que a Jo é fantástica mesmo sem resultado nenhum.

Por isso este post hoje é para vocês minhas queridas amigas amigas do coração!

Obrigada, obrigada, obrigada por amarem a Jo e por, vez após vez, me relembrarem da minha humanidade 💙

Amo-vos … a vocês 😍