A decisão que me trouxe até aqui

A decisão que me trouxe até aqui

Há uns dias, no meio de uma conversa, surge a seguinte pergunta:

“Qual é que foi a decisão que eu tomei, algures na minha vida, que me trouxe para este ponto onde me encontro hoje na minha vida?”

A conversa continuou, mas eu precisei de a interromper. “Espera, espera … repete lá essa pergunta: Qual é que foi a decisão que eu tomei, algures na minha vida, que me trouxe para este ponto onde me encontro hoje na minha vida?”

Desde esse dia, essas palavras não me saem da cabeça. Sabes aquelas frases que ecoam algures dentro de ti. Aquelas perguntas que, mesmo sem uma resposta consciente, acabam por arrumar coisas cá dentro de forma mágica.

Realmente a qualidade das respostas que encontramos é mesmo dependente da qualidade das perguntas que fazemos.

Se pensares em qualquer área da tua vida, esta questão é determinante. Se pensares numa área em que tens sucesso e tentares lembrar-te da decisão que tomaste algures lá atrás na tua vida que te trouxe até este momento, vais perceber que é por aí. Vais perceber que podes fazer mais disso.

Se pensares numa área em que simplesmente não consegues acertar e tentares lembrar-te da decisão que tomaste algures no teu passado e que te trouxe a este momento, vais perceber que somos pequenos perante o poder das nossas mentes. Algures na tua vida houve um dia, como qualquer outro, em que decidiste que ias seguir um determinado caminho. Decidiste que ias ser um determinado tipo de pessoa. Pode ser que tivesses 5 anos de idade, 17 ou 35. Mas nesse dia definiste os anos que se seguiram, pelo menos, nessa área de vida.

Perceber isto tem tanto de assustador como de empoderador. É que, às vezes ficamos presos no que se está a passar aqui e agora. Ficamos retidos no micro, nos detalhes, nos pormenores do enredo que estamos a viver. Nem reparamos que o que está a acontecer agora é fruto de algo que foi gravado algures, muito lá ao longe. Perceber isto devolve-nos a clareza de perceber o cerne da questão e conseguir abordá-lo, enfrentá-lo e, quem sabe para aqueles que se atrevem, corrigi-lo.

Eu descobri um cerne importante para mim desde que ouvi essa pergunta apenas há uns dias atrás. Talvez nos próximos dias te escreva sobre ele. Mas, até lá, pergunto-te … pelo menos nessas duas áreas … aquela área da qual te orgulhas e aquela área em que parece que não consegues acertar …

Qual é que foi a decisão que tomaste, algures na tua vida, que te trouxe para este ponto onde te encontras hoje nessa área?

Tem uma linda semana! Cheia de boas respostas 😉
Jo 💙